Translate

28 de set de 2011

FITNESS Deixe a pança no passado


Você resolveu correr para emagrecer e, mesmo suando a camisa, o ponteiro da balança continua imóvel? Ou você já é um corredor de longa data e, há um tempo, não consegue perder um grama? Bom, se a alimentação está sob controle, o erro pode estar no seu treino. Veja como otimizar seu programa de corrida e fazer com que ele renda mais, ou melhor, menos em termos de peso.
Se você é novo na pista
Você faz musculação e bate bola no fim de semana. Nem por isso pode correr como um atleta de elite. Para a corrida, você é iniciante. Se sair correndo, os batimentos cardíacos irão ultrapassar a zona de treinamento adequada. Portanto, para queimar gordura, controle o coração – mesmo se o corpo aguentar mais. O ideal é manter a frequência cardíaca entre 60 e 75% da sua capacidade máxima. A fórmula para calculá-la é: 220 – SUA IDADE. Caso ultrapasse 75%, reduza a velocidade.
Se você é veterano
Você está adaptado e… acomodado. Corre os mesmos quilômetros há anos. Mas você já não perde peso. Quando você está adaptado à corrida, é fundamental variar a intensidade do treino para aumentar o gasto calórico. Essa variação faz com que seu corpo saia da zona de conforto e continue o processo de treinamento. Para começar, treine entre 75 e 90% da sua capacidade máxima, aumentando a velocidade. Mais: intercale corrida moderada, subida e variações de velocidade.

menshealth