Translate

5 de dez de 2011

Mulheres fortes fazem menos sexo


Mulheres que conseguiram sua independência financeira e tomam as decisões em casa fazem menos sexo. Pelo menos é essa a conclusão de uma pesquisa feita pela John Hopkins University. O estudo foi publicado no "Journal of Sex" do mês de outubro.

Os pesquisadores questionaram as mulheres sobre sua a data de sua última relação sexual e também sobre quem tinha a palavra final nas decisões financeiras na casa em que moram. Foram questionadas mulheres de seis países africanos que levaram à conclusão de que quanto mais decisões são tomadas menos intimidade física é compartilhada com os parceiros.
"Quanto mais decisões uma mulher diz que toma por si mesma, quando comparada a decisões feitas em conjunto, menos probabilidade ela tem de fazer sexo e maior o intervalo entre suas relações sexuais", explica a pesquisadora-chefe Michelle Hindin.


A descoberta demonstrou que mulheres mais fortes e decididas fazem aproximadamente cem vezes menos sexo. Mas calma! Os pesquisadores também ressaltaram que o resultado pode significar que as mulheres estão mais no controle de suas preferências sexuais. "Entender como a posição decisiva das mulheres influencia em sua atividade sexual é uma parte essencial na proteção dos direitos sexuais femininos e no apoio para que atinjam uma vida sexual segura e prazerosa ao mesmo tempo", pontua o coautor da pesquisa, Carie Muntifering.

Os países em que as mulheres foram ouvidas também podem ter influenciado no resultado da pesquisa. Estudos recentes feitos pela Florida State University apontam que maior igualdade sexual levaria a maior frequência sexual. Essa pesquisa ouviu mais de 300 mil pessoas de 37 países e demonstrou quehabitantes de países em que a equidade sexual é maior fazem mais sexo casual e têm mais parceiros sexuais durante a vida se comparadas a pessoas de países com menor igualdade entre os sexos.

fonte:bolsademulher